The Universe / O Universo

If you fell outward to the limit of the universe, would you find a board fence and signs reading DEAD END? No. You might find something hard and rounded, as the chick must see the egg from the inside. And if you should peck trough that shell (or find a door) , what great and torrential light might shine trough your opening at the end of space? Might you look trough and discover our entire universe is a part of an atom on a blade of grass? Might you be forced to think that by burning a twig you  incinerate an eternity of eternities? That existence rises not to one infinite but to an infinity of them? (…) how is possible to live beyond infinity?

The great mystery the universe offers is not life but size. Size encompasses life. (…) The child, who is most at home with wonder says: Daddy, what is above the sky? And the father says: The darkness of space. The child: what is beyond space? The father: the galaxy. The child: beyond the galaxy? The father: another galaxy. The child: Beyond the other galaxies? The father: no one knows.

Size defeats us. For the fish, the lake in which he lives is the universe. What does the fish think when he is jerked up by the mouth trough the silver limits of existence and into a new universe where the air drowns him and the light is blue madness? Where huge bipeds with no gills stuff it into a suffocating box and cover it with wet weeds to die?

Se voce sair dos limites do universo será que vai aparecer uma placa com os dizeres: SEM SAÍDA? Não. Você pode encontrar algo duro e redondo, como um pássaro deve ver o ovo por dentro. E se você conseguir quebrar através do ovo (ou encontrar uma porta) que tipo de luz imensa e deslumbrante deve brilhar da sua abertura até o fim do espaço? Será que você enxergará através disso e descobrirá que nosso universo inteiro é parte de um átomo em uma folha de grama? Então você será forçado à pensar que queimando um pequeno galho você estará queimando a eternidade das eternidades? Que a existência surge não apenas em um infinito mas numa infinidade deles? (…) como é possível viver além do infinito?

O grande mistério que o universo oferece não é a vida mas o tamanho. O tamanho define a vida (…) A criança, que geralmente está em casa cheia de dúvidas diz: Papai, o que tem depois do céu? E o pai diz: a escuridão do espaço. A criança: e além do espaço? O pai: a galáxia. A criança: e além da galáxia? O pai: outra galáxia. A criança: e além das outras galáxias? O pai: ninguém sabe.

O tamanho nos derrota. Para o peixe, o lago em que vive é o universo. O que o peixe pensa quando é arrancado pela boca através dos limites prateados da existência e para dentro de um novo universo onde o ar o afoga e a luz é um azul enlouquecido? onde enormes bípedes sem guelras o enfia em uma caixa sufocante e o cobre de algas molhadas até que morra?

 

(from the book of Stephen King: The Gunslinger/ do livro de Stephen King O Pistoleiro)